Terça-feira, 27 de Maio de 2008

O que diz São Lucas sobre Maria?

Nos dois artigos anteriores, temos vindo a referir as diferentes atitudes que podem ser encontradas no Novo Testamento, no que respeita a Maria. Deste modo, enquanto nas Cartas de S. Paulo ela é ignorada, em Marcos surge-nos desfavorecida e em Mateus já é considerada e resgatada a sua visão. Contudo, é com Lucas que a figura de Maria alcança uma envergadura extraordinária. Com ele, o Novo Testamento interessa-se, pela primeira vez, pela pessoa de Maria, pelas suas reacções e por aquilo que lhe sucede. Já não é uma figura passiva, mas interroga, responde, dialoga, consente, corre, canta, mostra estranheza, maravilha-se, sofre. Aparece, sobretudo, como modelo de vida crente e de mulher atenta à Palavra de Deus.

 

Note-se que, nos dois capítulos dedicados à infância de Jesus, Maria é a personagem central e de destaque, em torno da qual girarão todos os outros acontecimentos. Em primeiro lugar, é a Maria, e não a José, que o anjo Gabriel anuncia a gravidez milagrosa (Lc 1, 26-38); é Maria que fica de pôr o nome a Jesus (1,31); contrariamente a Mateus, em cujo Evangelho Maria nunca fala, em Lucas, Maria não só fala, como também apresenta objecções ao próprio anjo (1,34); Maria recebe o nome de "cheia de graça" (1,28), título único em todo o Novo Testamento. Deste modo, Lucas coloca a Virgem num plano excepcional entre todas as criaturas humanas: Deus tem necessidade de Maria e não fará nada sem o seu consentimento.

 

Mas Lucas não se fica por aqui e mais elogios vai fazer a Maria: é exaltada quando vai visitar a sua parente Isabel (1,42-48);  quando Jesus nasce, Lucas faz notar que Maria O enfaixou sozinha e O colocou numa manjedoura (2,6-7), quer dizer, foi a única a actuar no mistério do parto; Maria aparece "conservando todas aquelas coisas no seu coração" (2,19,51).

 

E o que acontece às duas cenas negativas apresentadas por Marcos? Lucas também as narra, mas acrescenta novas modificações para exaltar ainda mais a figura de Maria. A primeira, em que Jesus demarcava a sua distância em relação à sua família, é convertida por Lucas num verdadeiro elogio de Maria (8,19-21). Repare-se, por exemplo, que Lucas retira a questão sobre quem são a mãe e os irmãos, o que deixava entrever uma certa oposição relativamente a estes, além de suprimir o gesto de Jesus de estender a mão para os discípulos, que marcava um contraste entre a sua família carnal e os seus seguidores. Na segunda cena, em que Jesus é rejeitado em Nazaré, Lucas escreve que "nenhum profeta é bem recebido na sua terra" (4,24), introduzindo duas novas alterações relativamente a Marcos: suprimiu "a casa" e mudou o verbo "desprezar", evitando assim que fosse levantada qualquer suspeita contra Maria ou contra os parentes de Jesus. Para concluir, resta referir que a estes dois episódios de Marcos, Lucas juntou outros dois: na genealogia (3,23) faz uma alusão à concepção virginal, que já tinha assumido plenamente no seu Evangelho; e, em Lucas 11,27, o evangelista pretende exaltar Maria pela sua fidelidade à Palavra de Deus.

 

 

(Adaptado de VALDÉS, Ariel Álvarez - Que sabemos da Bíblia? V. Apelação: Paulus, 1998)

 

 

publicado por ssacramento às 09:34
link do post | comentar | favorito
|

.Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Visite Pão e Vida

Visite Casa-Acolhimento Santa Marta

.Fuego Santo

.subscrever feeds

.pesquisar

 

.Visite

.posts recentes

. Maria...

. Mãe admirável

. Apóstolos S. Pedro e S. ...

. A boca do justo proclama ...

. Um "novo humanismo"

. Isabel e Maria

. Solenidade de S. João Bat...

. Eu vos dou graças, Senhor...

. Não perca hoje na nossa p...

. Os pais de Maria

. Não podemos aceitar que o...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

. Jesus fala aos meninos da...

. A Igreja Católica e o Ano...

. Educação Moral e Religios...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

.arquivos

. Dezembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Counters
Free Counter
blogs SAPO