Domingo, 29 de Junho de 2008

Um tema paulino: a liberdade

São Paulo é um dos mais férteis escritores do Novo Testamento. Ele repensou toda a tradição judaica, que conhecia muito bem, à luz do acontecimento que foi a vida, morte e ressurreição de Jesus. São inúmeros os temas que aborda, abrangendo praticamente todos os elementos importantes para a fé pensada e vivida. Três desses temas são a liberdade, a igualdade e a fraternidade.

 

"Foi para a liberdade que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes, e não vos sujeiteis outra vez ao jugo da escravidão" (Gl 5,1). Habitualmente, a antiguidade não considerava que os humanos fossem propriamente livres. O destino determinava a vida e o ser humano limitava-se a cumpri-lo, querendo ou não, uns com mais sorte e outros com menos, uns sendo de condição mais "divina" e possuindo, por isso, poder sobre os outros, a maioria sendo de baixa condição e, como tal, escrava dos abençoados pelo destino. Mas, mesmo os poderosos, e até os deuses, não passavam de escravos do destino.

 

A tradição bíblica sempre defendeu a liberdade fundamental de cada ser humano. Não há um destino que nos domine, mas um Deus livre que nos cria livres. Ninguém é mais livre que outro, pois todos partilhamos da mesma liberdade e, pela mesma razão, ninguém pode ser escravo de ninguém. Porém, há uma escravatura mais fundamental do que a escravatura entre os humanos - é a escravatura interior a cada pessoa, a que a tradição bíblica chamou pecado. Pelo pecado perdemos a liberdade, não porque outro ser humano nos escravize, mas porque nos escravizamos a nós mesmos e esta escravatura de nós mesmos é que provoca a morte eterna.


Ora, é sobretudo dessa morte, e do medo que nos provoca, que Jesus Cristo nos liberta, tornando-nos filhos de Deus. Porque um filho é livre perante o pai. A liberdade dos filhos de Deus é a liberdade daqueles que são libertos da escravidão do pecado. "Libertos do pecado, tornaste-vos servos da justiça" (Rm 6,18). É essa a finalidade da nossa liberdade.

 

(artigo de João Duque, in revista Mensageiro do Coração de Jesus, Junho/2008)

publicado por ssacramento às 09:38
link do post | comentar | favorito
|

.Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Visite Pão e Vida

Visite Casa-Acolhimento Santa Marta

.Fuego Santo

.subscrever feeds

.pesquisar

 

.Visite

.posts recentes

. Maria...

. Mãe admirável

. Apóstolos S. Pedro e S. ...

. A boca do justo proclama ...

. Um "novo humanismo"

. Isabel e Maria

. Solenidade de S. João Bat...

. Eu vos dou graças, Senhor...

. Não perca hoje na nossa p...

. Os pais de Maria

. Não podemos aceitar que o...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

. Jesus fala aos meninos da...

. A Igreja Católica e o Ano...

. Educação Moral e Religios...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

.arquivos

. Dezembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Counters
Free Counter
blogs SAPO