Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008

Um ano a caminhar com São Paulo: "Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor"

Um dos ritos mais significativos no Baptismo é o da entrega da vela acesa, que para os adultos é acompanhada por estas palavras: "Agora sois luz de Cristo. Vivei como filhos da luz. Perseverai na fé". Assim, a chama da vela aponta para uma outra luz: a da fé, que nos vem de Cristo e a Ele nos une por toda a vida, se a não deixarmos apagar. Deste modo, em várias ocasiões, reacendemos a vela baptismal, por exemplo, anualmente, na Vigília Pascal, a noite em que comemoramos a vitória de Cristo sobre as trevas do pecado e da morte.

 

Um dos melhores símbolos desse triunfo é o círio pascal, aceso no início da celebração e cuja luz se vai depois comunicando às velas, se possível baptismais, de cada participante.

 

Mas, como é que no concreto da vida, se manifesta esta luz? Em Ef 5, 8-14, S. Paulo dá-nos uma resposta. Neste texto, o Apóstolo começa por nos referir onde está a fonte da luz. Tal como da luz natural nós recebemos calor, energia, orientação e quando não a temos, procuramos fabricá-la (e daí as noites se tornarem dias), também Deus, que criou para nós a luz e os astros, oferece-nos a sua Sabedoria, os preceitos da sua Lei e a sua Palavra, como luz para os nossos caminhos. E mais razão o teremos para dizer a partir do momento em que a sua Palavra encarnou entre nós, no seu filho Jesus Cristo.

 

Como nos tornamos luz? Neste texto, Paulo responde apenas indirectamente: tornamo-nos luz se reconhecermos Cristo como Senhor e a Ele nos entregarmos (v.9). Como? Despertando e levantando-nos, tal como Cristo despertou e voltou à vida e ao levantar-se adquiriu o estatuto glorioso próprio de Deus, tornando-se fonte de salvação eterna. Também nós temos que percorrer o mesmo caminho, pela fé e Baptismo.

 

Como manter-nos na luz que somos? Procedendo como filhos da luz, na dependência do Senhor para produzirmos frutos: a bondade, a justiça, a verdade.

 

Somos luz para quê? Ou ainda, por que razão não devemos tomar parte nas obras infrutíferas das trevas? Porque, sendo infrutíferas, em nada contribuem para a vida e até a destroem. Há que evitá-las e, sobretudo, fazer o contrário, isto é, praticar as obras da luz.

 

 

(OLIVEIRA, Anacleto - Um ano a caminhar com S. Paulo. Palheira: Gráfica de Coimbra, 2008)

publicado por ssacramento às 10:15
link do post | comentar | favorito
|

.Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Visite Pão e Vida

Visite Casa-Acolhimento Santa Marta

.Fuego Santo

.subscrever feeds

.pesquisar

 

.Visite

.posts recentes

. Maria...

. Mãe admirável

. Apóstolos S. Pedro e S. ...

. A boca do justo proclama ...

. Um "novo humanismo"

. Isabel e Maria

. Solenidade de S. João Bat...

. Eu vos dou graças, Senhor...

. Não perca hoje na nossa p...

. Os pais de Maria

. Não podemos aceitar que o...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

. Jesus fala aos meninos da...

. A Igreja Católica e o Ano...

. Educação Moral e Religios...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

.arquivos

. Dezembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Counters
Free Counter
blogs SAPO