Domingo, 21 de Dezembro de 2008

Origem do calendário cristão

Embora não tenhamos consciência disso, toda a data que escrevemos, até a deste artigo, recorda-nos a vinda de Cristo ao mundo. O nascimento de Cristo foi anunciado pelos profetas e desejado pelo povo, porém, a verdade é que ninguém estava à espera do seu nascimento e, por isso, a notícia não foi considerada digna de registo.

 

Após a morte de Jesus, os cristãos também não se preocuparam em averiguar a data do nascimento, pois só interessava o anúncio do Evangelho. Ao longo desse tempo, o calendário utilizado era o dos romanos, já que a Palestina fazia parte desse Império. Deste modo, a fundação da cidade de Roma era considerada como sendo o acontecimento marcante e primeiro do calendário e, a partir daí, somavam-se os anos seguintes, utilizando-se as iniciais U.C. (urbis conditae = da fundação da cidade) para aludir a este calendário.

 

Com o correr dos séculos, muitos cristãos começaram a pensar que a fundação da cidade de Roma, que fora pagã durante quase mil anos da sua existência, não era o marco adequado para contar os anos, devendo ser substituído pelo nascimento de Jesus. A ideia ganhou mais força a partir da queda do Império Romano e das invasões bárbaras. Era preciso criar um novo calendário. Então, verificou-se que ninguém sabia o dia, mês ou ano do nascimento de Jesus, pois os evangelistas haviam omitido esse pormenor.

 

Será ao monge Dionísio, apelidado de "o Exíguo" devido à sua baixa estatura ou por razões de humildade, a quem competirá o cálculo da data de nascimento de Cristo. Dionísio, que vivia no ano de 1286 do calendário romano (U.C.), descobriu que vivia no ano 533 da nova era cristã (d.C.). Este novo calendário começou a ser imediatamente aplicado em Roma e logo depois na Gália (França) e Inglaterra. A sua aplicação na Península Ibérica foi mais demorada: a Catalunha adoptou-o em 1180, Castela em 1383 e Portugal em 1422.

 

 

(Artigo de Ariel Álvarez Valdés, in Revista Bíblica, Novembro-Dezembro/2008)

 

 

publicado por ssacramento às 09:29
link do post | comentar | favorito
|

.Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Visite Pão e Vida

Visite Casa-Acolhimento Santa Marta

.Fuego Santo

.subscrever feeds

.pesquisar

 

.Visite

.posts recentes

. Maria...

. Mãe admirável

. Apóstolos S. Pedro e S. ...

. A boca do justo proclama ...

. Um "novo humanismo"

. Isabel e Maria

. Solenidade de S. João Bat...

. Eu vos dou graças, Senhor...

. Não perca hoje na nossa p...

. Os pais de Maria

. Não podemos aceitar que o...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

. Jesus fala aos meninos da...

. A Igreja Católica e o Ano...

. Educação Moral e Religios...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

.arquivos

. Dezembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Counters
Free Counter
blogs SAPO