Sábado, 21 de Fevereiro de 2009

"Pôr alma naquilo que se faz é construir e fazer história"

 

Ocorreu hoje o lançamento da monografia da Paróquia do Santíssimo Sacramento.  Para além das intervenções do Pároco da comunidade, Padre Jorge, do Bispo do Porto, D. Manuel Clemente, e do grupo coral paroquial, o evento contou ainda com a presença do Dr. Helder Pacheco, encarregue da apresentação da referida obra, e de inúmeros paroquianos e amigos que encheram por completo o cinema Nun'Álvares.

 

Deixamos aqui algumas das ideias partilhadas por este investigador da história da cidade do Porto. 

 

Helder Pacheco começou por salientar o facto das monografias serem um retrato ou repositório de memórias de um determinado local. Em Portugal, até 1965, foram inventariadas 103 monografias. No presente, o seu número ronda as 300. Quanto à cidade do Porto, das 15 freguesias existentes, apenas 5 apresentam monografias (Paranhos, Massarelos, Aldoar, Campanhã e Foz do Douro). Curiosamente, são também cinco as paróquias que, nesta cidade, realizaram uma monografia (Carvalhido, Senhora do Porto, Senhora da Ajuda, Nossa Senhora da Conceição e Santíssimo Sacramento).

 

No caso da monografia do Santíssimo Sacramento, a sua importância  reside na possibilidade de conhecimento da evolução da paróquia ao longo dos 70 anos da sua história. Assim sendo, o que se vê é o "retrato da inserção de uma igreja no seu território". "E o que mais me entusiasma e surpreende é a possibilidade de construir uma comunidade a partir de uma igreja", afirmou o distinto escritor. Aliás, esta é a grande tradição do Porto: 14 das suas paróquias é que fizeram nascer as respectivas freguesias; apenas uma, a paróquia do Bonfim, surgiu como consequência da jurisdição civil.

 

De uma forma geral, as monografias são apologéticas, mostrando um sentimento de afirmação desse território. Como tal, raramente problematizam. Contudo, esta monografia não foge aos problemas, a começar pela própria constituição da paróquia e consequente separação de Massarelos. De um modo simples e claro, encontramos na obra uma interligação entre a história do território, da paróquia e da vida pastoral. "É um retrato organizado e coerente na determinação da criação da paróquia", salientou. É interessante notar que, aquando da formação da paróquia, as tradições estavam junto ao rio. Na altura, tal como no presente, esta Igreja soube ler os sinais dos tempos, conseguindo aliar tradição à inovação e mudança.

 

Este livro serve também de interrogação para o futuro. Gráficos e mapas apontam para a diminuição do número de crianças matriculadas na catequese, dos baptismos e casamentos, das casas visitadas pelo compasso e dos jovens presentes nas missas. Em contrapartida o número de idosos aumenta. "O livro expõe e expõe-se".

 

É ainda de realçar o papel e personalidade dos dois padres que construíram a paróquia: o fundador, monsenhor Fonseca Soares, que "não se limitou a gerir a paróquia num bairro chique", olhando também para a comunidade residente nas ilhas e bairros pobres; o actual pároco, Padre Jorge, que continuou, melhorou e tem vindo a ampliar o trabalho do seu antecessor, num esforço constante de evolução e aperfeiçoamento.

 

A gratidão manifestada pelo Dr. Helder Pacheco pelo aparecimento desta obra é partilhada por todos nós, "fregueses" da Paróquia do Santíssimo Sacramento.  Um grande bem-haja aos autores desta monografia e a quem tornou possível a sua edição.  Mas o nosso mais profundo reconhecimento vai, sobretudo, para o grande impulsionador desta comunidade, o senhor Padre Jorge, pelo seu constante dinamismo e confiança na vontade de Deus. É que, com Ele, tudo é possível de ser feito.

 

 

publicado por ssacramento às 23:10
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De setepartidas a 25 de Fevereiro de 2009 às 15:19
Mais uma vez os meus cumprimentos. Só agora constato que o Pároco da Paróquia que também norteia este blogue é o Padre Jorge, de quem ouço com o maior agrado aos Sábados às 23,30 h na RR o programa TERRA PROMETIDA. Sou ouvinte e admirador, e mais um leitor deste blogue. Até uma próxima oportunidade, despeço-me com a maior consideração.

Comentar post

.Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Visite Pão e Vida

Visite Casa-Acolhimento Santa Marta

.Fuego Santo

.subscrever feeds

.pesquisar

 

.Visite

.posts recentes

. Maria...

. Mãe admirável

. Apóstolos S. Pedro e S. ...

. A boca do justo proclama ...

. Um "novo humanismo"

. Isabel e Maria

. Solenidade de S. João Bat...

. Eu vos dou graças, Senhor...

. Não perca hoje na nossa p...

. Os pais de Maria

. Não podemos aceitar que o...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

. Jesus fala aos meninos da...

. A Igreja Católica e o Ano...

. Educação Moral e Religios...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

.arquivos

. Dezembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Counters
Free Counter
blogs SAPO