Domingo, 30 de Janeiro de 2011

É bom começar já...

«Coração alegre dá um ar feliz ao semblante; a tristeza do coração abate o espírito» (Prov 15, 13). A fé e a confiança em Deus contribuem para a manutenção da saúde e/ou para a rápida convalescência. As Bem-aventuranças são «receita» para o coração doente. Como adquirir um «coração alegre»? Isso passa pelo abrir-se o Homem ao mundo e a Deus.

 

Que saudável o coração que não tem em si espaço para o ódio, a inimizade, o ciúme e a inveja. Quem vive em paz consigo mesmo, pode criar paz à sua volta e esta irradiará, será contagiante. É dificil criar este estado de espírito? O que é fácil não nos trás satisfação de vitória, pelo contrário o que é complicado, obriga-nos muitas vezes a transcender-nos de forma a cumprir os nossos objectivos. Por isso temos toda a nossa vida para construir a paz, mas, é bom começar já...

 

 

Adaptado de Revista Mensageiro do coração de Jesus - Jan 2011;imagem disponível em:http://mesadepalavras.files.wordpress.com/2011/01/imagesbem.jpg

publicado por ssacramento às 09:34
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2011

Precisamos de ouvir Jesus

Seguir Jesus dá uma dimensão nova à vida, não é um salto no vazio. Muda-nos por dentro e transforma-nos em apóstolos da alegria. A mudança do nosso comportamento verificar-se-á no quotidiano rotineiro.

 

Passamos a saber ouvir, a dar tempo aos outros, a não ser egoístas, a tomar a posição correcta perante os outros e os acontecimentos, a manter a calma e a não perder a paz. Mas para que esta mudança aconteça na nossa vida precisamos de ouvir Jesus. Procurar o silêncio, sair do ruído. Só assim seremos capazes de O ouvir e seguir...

 

 

Adaptado de Revista Mensageiro do coração de Jesus - Jan 2011; Fotografia da revista Time 2007

publicado por ssacramento às 15:00
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 23 de Janeiro de 2011

Jesus chama por nós

João Baptista cumpriu a sua missão, foi preso, vai ser decapitado. Jesus dá inicío à sua actividade na vida pública, chama os primeiros Apóstolos: Pedro e André, Tiago e João. Seguir-se-ão os outros, também eles escolhidos para se tornarem «pescadores de homens».

 

Chamou tantos outros, ao longo dos tempos! Continua a fazer ouvir a sua voz. Hoje em dia, também interpela e convida ao seguimento da sua pessoa. Hoje, agora, também eu sou chamado para ser instrumento d'Ele, para fazer coisas grandes no meu pequeno mundo.

 

Revista Mensageiro do coração de Jesus - Jan 2011; imagem disponível em mesadepalavras.wordpress.com/

publicado por ssacramento às 17:37
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 18 de Janeiro de 2011

A paz é um dom de Deus

 

É bom não esquecermos a Mensagem que Bento XVI dedicou para celebrar o  Dia Mundial da Paz com o lema "Liberdade Religiosa, Caminho Para A Paz", pois, é da verdadeira paz que nós precisamos, aquela que encontramos em Jesus. No nosso dia-a-dia ouvimos muitas vezes dizer que esta sociedade está "doente", a ausência de valores é notória, vale quase tudo para obtermos sucesso! Mas o Papa Bento XVI indica-nos o caminho para alterarmos o rumo desta sociedade senão vejamos:

 

"O mundo tem necessidade de Deus; tem necessidade de valores éticos e espirituais, universais e compartilhados, e a religião pode oferecer uma contribuição preciosa na sua busca, para a construção de uma ordem social justa e pacífica a nível nacional e internacional.

 

A paz é um dom de Deus e, ao mesmo tempo, um projecto a realizar, nunca totalmente cumprido. Uma sociedade reconciliada com Deus está mais perto da paz, que não é simples ausência de guerra, nem mero fruto do predomínio militar ou económico, e menos ainda de astúcias enganadoras ou de hábeis manipulações.

 

Pelo contrário, a paz é o resultado de um processo de purificação e elevação cultural, moral e espiritual de cada pessoa e povo, no qual a dignidade humana é plenamente respeitada.

 

Convido todos aqueles que desejam tornar-se obreiros de paz e sobretudo os jovens a prestarem ouvidos à própria voz interior, para encontrar em Deus a referência estável para a conquista de uma liberdade autêntica, a força inesgotável para orientar o mundo com um espírito novo, capaz de não repetir os erros do passado."

 

 

Excerto da Mensagem de Bento XVI para o Dia Mundial da Paz;imagem dispoível em: http://www.bentoxviportugal.pt/multimedia_fotos_ver.asp?multimediaid=7

 

 

 



publicado por ssacramento às 20:20
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 16 de Janeiro de 2011

O "Cordeiro de Deus"

 


 

É uma cena bonita, a do Evangelho de hoje. João aponta para Jesus, alegra-se por ser suplantado e ultrapassado por Ele, enaltece-O tanto que os seus discípulos abandonam o Baptista para seguirem o «Cordeiro de Deus».

 

 

João que baptizava em água, é substituído pelo Senhor que «baptiza no Espírito Santo». De um baptismo simbólico, que se limitava a ser sinal e manifestação de arrependimento, passa-se ao baptismo sacramento, que «imprime carácter» e que realiza o que significa, isto é, lava o pecado e transforma a criatura humana em Filho de Deus.

 

 

 

 

Revista Mensageiro do coração de Jesus - Jan. 2011;imagem disponível em //http://mesadepalavras.wordpress.

publicado por ssacramento às 08:00
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Janeiro de 2011

5 minutos com Deus

Todos consideramos como um verdadeiro louvor o dizerem de nós que temos muita personalidade. Mas a personalidade não se forma senão com o próprio domínio, com o aço da vontade, que é capaz de renunciar a muitas coisas e de ser fiel  noutras. Não atraiçoar a própria consciência, o que equivale a não atraiçoar Deus.

 

Ora para adquirir uma personalidade própria é imprescindível a coragem; uma coragem que saiba dizer "sim" quando é preciso dizê-lo, mas que não hesite em dizer "não" quando não se possa dizer "sim". Ser corajoso ou ser cobarde; ter personalidade ou não a ter. É a vontade que nos deve reger, mas essa vontade deve ser iluminada pelo entendimento e pela graça do Senhor.

 

Precisamos de pedir essa luz e essa força e, com elas, lançar-nos para as alturas sem hesitações, sem medos, sem angústias de qualquer espécie.

 

 

(MILAGRO, Alfonso - Os cinco minutos de Deus. Cucujães: Editorial Missões, 2005)

publicado por ssacramento às 22:57
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 9 de Janeiro de 2011

Baptismo de Jesus

 

 

Jesus deixou-se baptizar por João Baptista. O mergulho na água é símbolo de lavagem e purificação interior. O Senhor dá-nos o exemplo, para que nos libertemos, uma e outra vez, daquilo que ameaça manchar a pureza das nossas boas intenções e corromper e contaminar o nosso íntimo.

 

Jesus pôs em marcha um movimento que é o caminho certo para Deus. Esse caminho é o do amor. É isso que é mesmo novo e original no Cristianismo. No seguimento de Cristo, é pelo amor que tudo é medido. O amor é o termómetro do nosso Cristianismo.

 

A nós, baptizados, é-nos dirigido, por Jesus, este convite: «Sede misericórdiosos como o vosso Pai é misericordioso» (Lc 6, 36), ou na versão do Evangelho de S. Mateus: «Sede perfeitos como é perfeito o vosso Pai celeste» (Mt 5, 48). Amar a Deus implica e consiste em amar tudo o que Deus ama. Ter uma atitude de amor, sem esperar retribuição.

 

Revista Mensageiro do coração de Jesus - Jan 2011;Imagem disponível em http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/6b/Leonardo_da_Vinci_016.jpg)

publicado por ssacramento às 09:00
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 8 de Janeiro de 2011

Parar para pensar

 

A vida actual é uma corrida contra o tempo. Temos todo o tempo do mundo mas não nos sobra tempo para nada. A corrida é desenfreada e muitas das vezes sem regras e sem valores a orientar as nossas opções. O dia-a-dia estonteante rouba-nos a melhor das nossas energias: a energia do Amor.

 

Não paramos para pensar. Ultrapassamos tudo e todos a qualquer preço. A superficialidade em que se vive leva-nos a não ouvir os outros. Não há tempo, dizemos vezes sem fim. Eu até era capaz de... mas não tenho tempo. Esta vivência leva-nos ao cansaço, à infelicidade, enfim ao vazio da nossa alma.

 

Mas se quisermos e tivermos força interior há um caminho que nos conduz da escuridão onde os nossos olhos não têm qualquer utilidade para a Luz que dá vida aos nossos olhos. Por vezes não sabemos o caminho a tomar e aí é bom parar para pensar. Que caminho seguir? O do bem sempre, pois, pisamos as pegadas de Jesus...

publicado por ssacramento às 09:00
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Janeiro de 2011

A felicidade

O fim-

de-semana que hoje principia depois de uma semana de trabalho intensa faz-nos esboçar um sorriso de felicidade! Normalmente, esta não nos é simplesm ente posta no colo, mas é claro que também existe aquilo que nos faz felizes por mero acaso.

 

Os Gregos chamam-lhe eutyche. Isso significa que o destino me quer bem e eu ganho, por exemplo, a lotaria. Mas, para os Gregos, esta forma de felicidade é a que menos valor tem.

 

A verdadeira felicidade consiste na eudamonia, na boa relação com o seu daimon, com o companheiro interior da alma, com o núcleo divino que cada um tem dentro de si.

 

E é nesta boa relação que podemos trabalhar. Através da contemplação, entramos em contacto com a nossa alma e, portanto, com o campo da realidade onde Deus deixou a sua marca no ser humano.

 

 

GRÜN, Anselm - O livro das respostas. Prior Velho: Paulinas, Junho 2008

publicado por ssacramento às 19:00
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 6 de Janeiro de 2011

Apelo a despertar

Foi com um Cordão de Luz formado por crianças, jovens, adultos, sacerdotes e o bispo do Porto D. Manuel Clemente rumo à Av. dos Aliados entoando cânticos natalícios que se procedeu ao encerramemento da Missão 2010.

 

 

"Ao terminar o último mês da Missão 2010, o Cordão da Luz deixou nas entrelinhas alguns apontamentos: no palco do mundo muitos são aqueles que aguardam Boas Notícias; Jesus Cristo continua, hoje, a ter respostas para as aspirações humanas e aguarda ser anunciado; os cristãos  estão a tomar consciência da urgência de partilhar o Tesouro depositado em suas mãos; as crianças são potenciais agentes de evangelização quando formadas e acompanhadas; os catequistas têm entre mãos uma missão exigente e imprescindível; o tempo que vivemos é um tempo de graça para o cristianismo, é um apelo a despertar..."

 

No entanto a  Missão 2010 continua mas para isso precisamos de Anunciar Com Alegria, Paixão e Vida, aproveitando o exemplo de Maria e todos juntos em Festa, quer em tempo de Verão ou Inverno, Entrarmos em Missão sob o signo da Esperança deixando que a Luz nos toque!

 

 

 

Excerto de um artigo do Secretariado Diocesano da Educação Cristã/Catequese - Diocese do Porto

 

 

 

 

 

 



 

 


publicado por ssacramento às 09:00
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 5 de Janeiro de 2011

Apelo aos cristãos e a todos os homens

A Intenção Geral deste mês de Janeiro de Bento XVI é um apelo aos cristãos e a todos os homens "para que as riquezas da criação sejam preservadas, valorizadas e postas à disposição de todos, como precioso dom de Deus".

 

Ainda que o apelo a uma sã ecologia se dirija a todos os homens de boa vontade, este apelo é dirigido de um modo especial, e por várias razões, aos cristãos. O cristão considera o cosmos e as suas maravilhas à luz da obra criadora de Deus Pai e da redenção de Cristo, o qual, com a sua morte e ressurreição, reconciliou com Deus «todos os seres, os do céu e os da terra» (Col 1,20).

 

Cristo crucificado e ressuscitado entregou à humanidade o Espírito santificador, que guia o caminho da história, à espera do dia em que, com a vinda gloriosa de Cristo, serão inaugurados «o novo céu e a nova terra» (2 Ped 3, 13), nos quais habitará sempre a justiça e a paz.

 

É este o desafio urgente que deve ser encarado de modo unânime com um renovado compromisso. É esta a oportunidade providencial a legar às novas gerações e que constitui a melhor perspectiva para todos.

 

A intenção da oração do Papa neste mês apela à nossa responsabiliade de salvaguardar a criação para as gerações futuras. Aponta também para a necessidade de uma revisão profunda e com visão de futuro do modelo de desenvolvimento, reflectindo também sobre o sentido da economia e da sua finalidade, a fim de corrigir as suas disfunções e distorções.

 

 

Excerto de artigo in Revista Mensageiro do coração de Jesus - Jan 2011

publicado por ssacramento às 15:00
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 4 de Janeiro de 2011

Saber mais sobre o Mestre - V

Como vimos oa primeiros cristãos não entenderam de um golpe quem era Jesus, na realidade. Foram-no descobrindo aos poucos, com esforço, reflexão e oração. A pessoa de Jesus era tão misteriosa, tão inconcebível, tão fora de toda a lógica, que os discípulos levaram muitos anos a convencer-se de que esse Jesus que tinha comido com eles, caminhado pelas suas praças, entrado e dormido nas suas casas, a quem tinham visto e tocado, era nada menos que Deus em pessoa que os tinha visitado na terra.

 

Hoje também nos custa a crer que Jesus continue vivo entre nós. Que continue a passear no meio das nossas ruas e assista às nossas reuniões. Porque a pessoa de Jesus, em parte, continua a ser desconhecida para muitos crentes. Por isso devemos fazer o mesmo esforço daqueles cristãos, e pouco a pouco entender quem é este Jesus que passou pela Terra e que ainda continua vivo de um modo misterioso. Só assim, gradualmente, como os evangelistas, poderemos saber o que Ele quer de nós hoje, agora, que o estamos a conhecer melhor.

 

 

Artigo de Ariel Álvarez Valdés in Revista Bíblica Nov/Dez 2010

publicado por ssacramento às 15:00
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 3 de Janeiro de 2011

Ouro, incenso e mirra

Os Magos

já chegaram ao presépio. Ofereceram ao recém-nascido «ouro, incenso e mirra». O incenso exala um odor agradável e salutar. Dizem que cura feridas abertas e que abre os brônquios e os pulmões, que serena a alma e reanima os depressivos, atenua as dores reumáticas e, dizem os Orientais, fomenta o amor. É símbolo do carinho, da ternura e do amor de Deus, que nos advém do encontro com Ele na Eucaristia.

 

A mirra, misturada com vinho, atenua as dores. Era dada aos moribundos, a fim de lhes aliviar o sofrimento na hora da passagem deste para o outro mundo. Diz-nos, simbolicamente, que Jesus, vindo à terra, dá sentido e tira o sabor amargo e doloroso aos momentos-chave da existência: o nascimento e a morte.

 

O ouro foi e é o presente mais precioso e mais caro. Jesus também foi o presente mais caro dado pelo Pai aos mortais. O ouro simboliza a nossa ânsia de segurança eterna e de protecção indestrutível que só Deus nos pode dar.

 

 

 

Revista Mensageiro do coração de Jesus - Jan 2011

publicado por ssacramento às 15:00
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 2 de Janeiro de 2011

Saber mais sobre o Mestre - IV

 

Os anos foram passando, e já perto do final do século primeiro a Igreja chegou a uma nova conclusão: que Jesus era Filho de Deus muito antes de nascer. Melhor dito, que desde sempre tinha sido Filho de Deus. Jesus não começou a existir quando Maria ficou grávida dele, mas já "preexistia" desde antes da criação do mundo, no céu, junto de Deus.

 

Hoje, quando lemos os Evangelhos, começamos pela infância de Jesus, continuamos com a sua vida pública e concluímos com a sua morte e ressurreição. Contudo, foram escritos ao contrário: primeiro compôs-se a sua morte e ressurreição, depois a sua vida pública, e finalmente a sua infância. Esta composição às avessas obedece à compreensão gradual que os primeiros cristãos tiveram acerca de Jesus como Filho de Deus.

 

Nesta época escreveu João o seu evangelho. E também começou , como os outros três, pelo baptismo de Jesus. Mas deu-se logo conta de que ficaria mais completo se acrescentasse esta nova ideia. E por isso, em vez de colocar os relatos da infância como Mateus e Lucas, foi ainda mais atrás e acrescentou, em jeito de prólogo, um belo hino que os cristãos cantavam nas suas reuniões litúrgicas sobre a preexistência de Jesus, e que começava assim: «No princípio já existia a Palavra; e a Palavra estava com Deus; e a Palavra era Deus» (Jo 1,1).

 

 

 

Artigo de Ariel Álvarez Valdés in Revista Bíblica - Nov/Dez 2010

publicado por ssacramento às 15:00
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 1 de Janeiro de 2011

Liberdade Religiosa, Caminho para a Paz

 

 

 

 

 

Mais uma vez a Mensagem de Sua Santidade 0 Papa Bento XVI neste dia da Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus em que se celebra também o Dia Mundial da Paz é plena de actualidade tendo como lema "Liberdade Religiosa, Caminho para a Paz". Começando por estar solidáro para com aqueles que são perseguidos Bento XVI realça que "é doloroso constatar que em algumas regiões do mundo, não é possivel professar e exprimir livremente a própria religião sem pôr em risco a vida e a liberdade pessoal."

 

Mas é na família que se cultiva a escola da liberdade e da paz. É pois nesta vertente que retirámos um pequeno excerto desta bela Mensagem:

 

"A família fundada sobre o matrimónio, expressão de união íntima e de complementaridade entre um homem e uma mulher, insere-se neste contexto como a primeira escola de formação e de crescimento social, cultural, moral e espiritual dos filhos, que deveriam encontrar sempre no pai e na mãe as primeiras testemunhas de uma vida orientada para a busca da verdade e para o amor de Deus.

 

Os próprios pais deveriam ser sempre livres para transmitir, sem constrições e responsavelmente, o próprio património de fé, de valores e de cultura aos filhos. A família, primeira célula da sociedade humana, permanece o âmbito primário de formação para relações harmoniosas a todos os níveis de convivência humana, nacional e internacional. Esta é a estrada que se há-de sapientemente percorrer para a construção de um tecido social robusto e solidário, para preparar os jovens à assunção das próprias responsabilidades na vida, numa sociedade livre, num espírito de compreensão e de paz."

 

 

Excerto da Mensagem de Bento XVI para o Dia Mundial da Paz; Imagem disponível em http://mesadepalavras.files.wordpress.com/2010/12/imagescazev69d.jpg?w=170&h=184

publicado por ssacramento às 09:34
link do post | comentar | favorito
|

.Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Visite Pão e Vida

Visite Casa-Acolhimento Santa Marta

.Fuego Santo

.subscrever feeds

.pesquisar

 

.Visite

.posts recentes

. Maria...

. Mãe admirável

. Apóstolos S. Pedro e S. ...

. A boca do justo proclama ...

. Um "novo humanismo"

. Isabel e Maria

. Solenidade de S. João Bat...

. Eu vos dou graças, Senhor...

. Não perca hoje na nossa p...

. Os pais de Maria

. Não podemos aceitar que o...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

. Jesus fala aos meninos da...

. A Igreja Católica e o Ano...

. Educação Moral e Religios...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

.arquivos

. Dezembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Counters
Free Counter
blogs SAPO