Segunda-feira, 30 de Abril de 2007

"O silêncio impossível"

A impossibilidade do silêncio tem a ver com a imperiosa necessidade de falar, com o não poder ficar calado. Não se pode guardar silêncio, pois há que denunciar as injustiças. Não se pode guardar silêncio, pois há que anunciar o Reino. Não se pode ficar em silêncio, quando existe a mínima possibilidade de que o silêncio seja interpretado como consentir. Quem cala consente. Se é preciso denunciar torna-se impossível o silêncio.

Como não falar de Ti, como não dizer o Teu nome, como não proclamar a Tua palavra? Jeremias não se pôde calar. Dizia "não voltarei a falar", mas isso era impossível, pois um fogo consumia-lhe as entranhas. Com Isaías passou-se o mesmo. Não se pôde calar: "Por amor a Sião, não me hei-de calar, por amor de Jerusalém, não descansarei até que a sua justiça brilhe como um clarão e a sua salvação arda como uma tocha" (Is 62, 1).

Na vida de Jesus também houve momentos de silêncio impossível. Jesus mantinha-se calado, porém quando o Sumo Sacerdote o conjura em nome de Deus para que diga se é o Messias, Ele quebra o silêncio. Jesus fala: "Tu o disseste." (Mt. 26, 57-68). Aquando da entrada jubilosa em Jerusalém, os fariseus estão furiosos com os gritos de louvor a Jesus e pedem-lhe que repreenda os seus seguidores, mas Jesus responde: "Digo-vos que, se eles se calarem, as pedras gritarão." (Lc. 19, 28-40)

Para nós os crentes, frente a um silêncio tímido ou a um silêncio envergonhado há a resposta ao mandato de Jesus: "o que tiveres escutado em silêncio, ao ouvido, anunciai-o desde os terraços, dizei-o dos telhados".

Não cales. Não te cales. Que fiquem todos a saber. Di-lo com os lábios, com os olhos, com o rosto, com as mãos. Há que dizer não ao silêncio cobarde do "quem cala consente" ao silêncio envergonhado de "quem se cala como um morto".

"Chamaste-me, Senhor... elegeste-me...
Como viver sem Ti, como não falar de Ti,
Se o Teu amor me queima por dentro como o fogo?
Tu me seduziste... nomeaste-me profeta..." (Antonio Alcalde)



(Adaptado de Javier Berciano García e Grupo Herramientas Nueve - Que é... o silêncio. Lisboa: Paulinas, 2000)
publicado por ssacramento às 12:29
link do post | comentar | favorito
|

.Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Visite Pão e Vida

Visite Casa-Acolhimento Santa Marta

.Fuego Santo

.subscrever feeds

.pesquisar

 

.Visite

.posts recentes

. Maria...

. Mãe admirável

. Apóstolos S. Pedro e S. ...

. A boca do justo proclama ...

. Um "novo humanismo"

. Isabel e Maria

. Solenidade de S. João Bat...

. Eu vos dou graças, Senhor...

. Não perca hoje na nossa p...

. Os pais de Maria

. Não podemos aceitar que o...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

. Jesus fala aos meninos da...

. A Igreja Católica e o Ano...

. Educação Moral e Religios...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

.arquivos

. Dezembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Counters
Free Counter
blogs SAPO