Quinta-feira, 24 de Setembro de 2009

O agape

O amor a Deus e a uma pessoa corresponde ao mesmo sentimento dentro de nós. Mas, ainda assim, existem diferenças. Os gregos não têm apenas uma palavra para verbalizar o amor, mas sim três conceitos que permitem descrever melhor a relação entre o amor a Deus e o amor a outros seres humanos.

 

Existe o eros, o amor cobiçoso. Sentimo-nos atraídos pelo outro. Os gregos apresentam o Eros como um jovem arqueiro que atira as suas setas do amor. Aquele que é atingido por uma das setas de Eros fica eternamente apaixonado por essa pessoa. Deseja tê-la a todo o custo e unir-se a ela.

 

Philia é o amor entre amigos. É o amor que se alegra pela maneira de ser dos amigos. Os gregos cantavam recorrentemente o elogio da amizade. Para eles, o amor dos amigos era um bem valioso.

 

E depois existe também o agape. Trata-se do amor a Deus, ou do amor puro pelos outros seres humanos. É uma fonte de  amor que gostaria simplesmente de correr sem cessar. Corre para as pessoas, para toda a criação - para as plantas e os animais que existem à nossa volta, para tudo aquilo que nos rodeia. Não nos podemos obrigar a amar este ou aquele. O amor está simplesmente lá. É deste amor que trata aquilo que é dito na Primeira Carta de João: « Deus é amor, e quem permanece no amor permanece em Deus, e Deus nele» ( 1 Jo 4,16).

 

(Grün,Anselm - O livro das respostas. Paulinas Editora: Prior Velho,2007)

publicado por ssacramento às 22:25
link do post | comentar | favorito
|

.Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Visite Pão e Vida

Visite Casa-Acolhimento Santa Marta

.Fuego Santo

.subscrever feeds

.pesquisar

 

.Visite

.posts recentes

. Maria...

. Mãe admirável

. Apóstolos S. Pedro e S. ...

. A boca do justo proclama ...

. Um "novo humanismo"

. Isabel e Maria

. Solenidade de S. João Bat...

. Eu vos dou graças, Senhor...

. Não perca hoje na nossa p...

. Os pais de Maria

. Não podemos aceitar que o...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

. Jesus fala aos meninos da...

. A Igreja Católica e o Ano...

. Educação Moral e Religios...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

.arquivos

. Dezembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Counters
Free Counter
blogs SAPO