Sexta-feira, 27 de Novembro de 2009

Creio na vida eterna

Somos grandes demais para que a nossa vida termine num caixão, num cemitério, num crematório. Nascemos para a eternidade, homens e mulheres, com vocação de viver para sempre. Criados à imagem de Deus Vivo, do amor trinitário, temos em nós esse selo, essa unção, esse rasgo de eternidade que nada nem ninguém nos pode tirar ou apagar da nossa vida. A morte abre-nos as fronteiras do indízivel, do infinito, do eterno para o qual nascemos e que já trazemos em gérmen dentro de nós. E o baptismo, para os cristãos, ainda nos lança mais nesta dimensão de eternidade, pois fomos ungidos pelo Espírito e somos templos vivos da Trindade.

 

Às vezes, ouvimos dizer que a única coisa certa que temos depois de ter nascido é a morte. Mas cuidado com a afirmação, pois com a morte é que tudo começa verdadeiramente: passada essa barreira, entramos na eternidade, vivemos para sempre. Se o corpo é atingido pela «irmã» morte, a pessoa não morre, o nosso eu vive em Deus para sempre.

 

Mesmo se a nossa inteligência, a nossa capacidade de perceber o eterno, não nos deixa vislumbrar o que é a eternidade, isso não significa que ela não existe e que não caminhamos todos para ela. Quando dizemos no Credo: «Creio na vida eterna», quer dizer que acreditamos que há em nós essa vocação de viver para além da morte. A nossa pessoa, o nosso ser como homens e mulheres, não pode morrer, mesmo quando o corpo morre e se degrada. Nascemos para a eternidade.

(Revista Mensageiro do Coração de Jesus - Nov.2009)

publicado por ssacramento às 22:08
link do post | comentar | favorito
|

.Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Visite Pão e Vida

Visite Casa-Acolhimento Santa Marta

.Fuego Santo

.subscrever feeds

.pesquisar

 

.Visite

.posts recentes

. Maria...

. Mãe admirável

. Apóstolos S. Pedro e S. ...

. A boca do justo proclama ...

. Um "novo humanismo"

. Isabel e Maria

. Solenidade de S. João Bat...

. Eu vos dou graças, Senhor...

. Não perca hoje na nossa p...

. Os pais de Maria

. Não podemos aceitar que o...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

. Jesus fala aos meninos da...

. A Igreja Católica e o Ano...

. Educação Moral e Religios...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

.arquivos

. Dezembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Counters
Free Counter
blogs SAPO