Domingo, 23 de Setembro de 2007

Rezar com o corpo

O homem não reza só com o pensamento ou com as palavras. Todo o seu corpo está envolvido, quando se dirige a Deus e reza com os seus irmãos. A acção litúrgica é acção da pessoa inteira, incluindo a sua corporalidade. Por mais belos que sejam a palavra e os cânticos não conseguem, por si sós, assegurar a participação do corpo na oração. É necessário que ele participe através de gestos e movimentos, simples, espontâneos, elementares.
O gesto humano é um meio de comunicação e de comunhão com os seus semelhantes. A oração assume uma dimensão social e para rezar com os outros, a participação do corpo é indispensável.

De pé

A posição vertical é típica do homem. Muitas pinturas das catacumbas e mosaicos antigos mostram o homem a rezar de pé, com a cabeça erguida e os olhos virados para o céu, com as mãos estendidas em forma de cruz.
Quando um convidado aparece à porta de uma sala, para o cumprimentar, as pessoas levantam-se em sinal de respeito. A oração de pé também é um sinal de respeito. Sabendo que Deus está presente no meio de nós, levantamo-nos para o saudar e dirigir-lhe a palavra.
Rezar de pé é também sinal de fé do cristão na ressurreição de Cristo. De facto, para manifestar a sua fé na ressurreição de Jesus, os primeiros cristãos não rezavam de joelhos ao domingo, nem durante o tempo pascal. Daí que só de pé se recitem o Glória ou o Credo. É a forma de manifestar a nossa fé e alegria. Mas também nos levantamos para ouvir o Evangelho, porque a palavra de Jesus merece toda a nossa atenção e respeito.

A cabeça inclinada

O gesto de inclinar a cabeça fica a meio caminho entre o estar de pé e estar de joelhos. Presente na liturgia antiga, continua a ser muito usado pelos cristãos do Oriente. No Ocidente substitui, por vezes, a genuflexão e conserva-se, sobretudo, nas comunidades monásticas.
A inclinação de cabeça pode ser breve, como quando se cumprimenta alguém, ou prolongada, numa prece silenciosa ou numa benção.
Na liturgia eucarística, o sacerdote inclina a cabeça por várias vezes. Os fiéis são convidados a fazê-lo durante a benção solene no final da missa.


(LAURITA, Roberto - Palavras, lugares e gestos da fé. Prior Velho: Paulinas, 2003)

publicado por ssacramento às 09:00
link do post | comentar | favorito
|

.Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Visite Pão e Vida

Visite Casa-Acolhimento Santa Marta

.Fuego Santo

.subscrever feeds

.pesquisar

 

.Visite

.posts recentes

. Maria...

. Mãe admirável

. Apóstolos S. Pedro e S. ...

. A boca do justo proclama ...

. Um "novo humanismo"

. Isabel e Maria

. Solenidade de S. João Bat...

. Eu vos dou graças, Senhor...

. Não perca hoje na nossa p...

. Os pais de Maria

. Não podemos aceitar que o...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

. Jesus fala aos meninos da...

. A Igreja Católica e o Ano...

. Educação Moral e Religios...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

.arquivos

. Dezembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Counters
Free Counter
blogs SAPO