Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008

O Baptismo de João

O baptismo que João Baptista convida a receber distingue-se das habituais abluções religiosas, pois não é reiterável, renovável, e deve consistir na realização concreta de uma mudança tal que determine de modo novo e para sempre a vida inteira. Está ligado a um convite para um  novo modo de pensar e agir, ligado sobretudo ao anúncio do juízo de Deus e à proclamação de alguém Maior que há-de vir depois de João Baptista. O quarto evangelho diz-nos que Baptista "não conhecia" o tal "Maior", cujo caminho Lhe desejava preparar (Jo 1,30-33).

Nos quatro evangelhos esta missão é descrita com uma citação de Isaías: "Uma voz grita: Preparai no deserto um caminho para o Senhor, aplanai na estepe uma estrada para o nosso Deus" (Is 40,3). Marcos apresenta mais um texto, resultante da fusão de Malaquias 3,1 com Êxodo 23,20 e que encontramos também, mas noutro contexto, em Mateus (11,10) e em Lucas (1,76; 7,22): "Eis que envio à tua frente o meu mensageiro, a fim de preparar o teu caminho" (Mc 1,2). Todos estes textos do Antigo Testamento falam da intervenção salvadora de Deus, que sai da sua imperscrutabilidade para julgar e salvar: a Ele é preciso abrir a porta, preparar o caminho. Com a pregação de Baptista, estas antigas palavras de esperança tornaram-se realidade: algo de grande se anunciava.


(Adaptado de RATZINGER, Joseph - Bento XVI. Jesus de Nazaré. Lisboa: A Esfera dos Livros, 2007)

publicado por ssacramento às 10:42
link do post | comentar | favorito
|

.Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Visite Pão e Vida

Visite Casa-Acolhimento Santa Marta

.Fuego Santo

.subscrever feeds

.pesquisar

 

.Visite

.posts recentes

. Maria...

. Mãe admirável

. Apóstolos S. Pedro e S. ...

. A boca do justo proclama ...

. Um "novo humanismo"

. Isabel e Maria

. Solenidade de S. João Bat...

. Eu vos dou graças, Senhor...

. Não perca hoje na nossa p...

. Os pais de Maria

. Não podemos aceitar que o...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

. Jesus fala aos meninos da...

. A Igreja Católica e o Ano...

. Educação Moral e Religios...

. Morte e Vida: Perspetiva ...

.arquivos

. Dezembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Counters
Free Counter
blogs SAPO