Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

A samaritana

23.02.08 | ssacramento
O Evangelho deste domingo lembra-nos o episódio da Samaritana.

Junto do Poço de Jacob, um homem chamado Jesus discute com uma mulher da localidade sobre... água. É que há muitas espécies de água. A água que Jesus oferece é símbolo da vida. A samaritana descobre, naquele judeu diferente, o próprio Messias, maior que Jacob (v. 12) e um profeta (v.19).

Enquanto a mulher se ausenta chegam os discípulos de Jesus que, contrariamente à Samaritana, não sabem quem Ele é; chamam-lhe apenas "rabbi" (mestre), um título comum. Estão preocupados com o alimento material e desconhecem o alimento da vontade do Pai (v. 34). Jesus é o divino Semeador da semente da Palavra divina cujos frutos já aparecem na conversão dos samaritanos (v.39-42).

Finalmente, temos o resultado do testemunho da samaritana junto dos seus: pedem para ficar com Ele, quer dizer, apresentam-se como seus discípulos e proclamam-no Salvador do mundo.

A grande novidade deste texto está no facto da mulher ter optado pela água da vida, que é Jesus, deixando de lado as águas turvas dos 5 ou 6 maridos, que ela pensava serem uma água capaz de matar a sua sede de felicidade. A "esposa infiel" encontrou finalmente o Esposo. Assim, o texto é uma alegoria da relação de Israel com o seu Deus, de Jesus com a sua Igreja.


(Adaptação de um artigo de Herculano Alves, in Revista Bíblica Jan/Fev 2008)