Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Pequenas coisas...

21.08.08 | ssacramento

A linha recta é feita de milhões de pontinhos unidos uns aos outros. A vida também é feita de milhões de segundos e de minutos unidos uns aos outros.

Dispõe bem cada ponto, e a linha será recta. Vive com perfeição cada minuto da tua vida, e esta será santa.

O caminho da esperança está pavimentado com pequenos actos de esperança.

Vivendo cada minuto com esperança, tu podes fazer com que esta se torne uma vida.

 

 

(VAN THUAN, F.X. Nguyen - O caminho da esperança. Testemunhar com alegria a pertença a Cristo. Prior Velho: Paulinas, 2007; Imagem disponível em http://www.buques.com.br/fotos/violeta_pendente.jpg)

Pequenas coisas...

20.08.08 | ssacramento

A primeira reacção de uma criança quando tem medo, está em dificuldades ou em sofrimento, é chamar: "Mãe, mãe!". Esta palavra é tudo para a criança. De igual modo, toma tu também o hábito de chamar pela tua Mãe: "Mãe! Eu amo-te, confio em ti, tu és tudo para mim."

 

Se queres tornar-te santo, faz-te como uma criança. As crianças não conhecem teorias, contentam-se em olhar para a mãe e em seguir o seu exemplo. Pensam que a mãe sabe tudo e faz tudo bem. Olha tu também para Maria, nossa Mãe; imita-a e serás santo.

 

 

(VAN THUAN, F.X. Nguyen - O caminho da esperança. Testemunhar com alegria a pertença a Cristo. Prior Velho: Paulinas, 2007; Imagem disponível em http://www.buques.com.br/fotos/clematis_rosa.jpg)

Pequenas coisas...

19.08.08 | ssacramento

 

O excesso de trabalho conduz à incapacidade de realizar seja o que for e a ânsia excessiva pode conduzir à loucura.

 

Por muito atarefado que estejas, devias parar e retirar-te um pouco, para reflectir, para estudar e, sobretudo, para rezar. Com efeito, quanto mais ocupado estiveres, mais precisarás de reflexão, de estudo e oração. Só desta forma encontrarás a paz.

 

 

(VAN THUAN, F.X. Nguyen - O caminho da esperança. Testemunhar com alegria a pertença a Cristo. Prior Velho: Paulinas, 2007; Imagem disponível em http://www.buques.com.br/fotos/tulipas_amarelas.jpg)

Um ano a caminhar com São Paulo: "Nós aos gentios e eles aos circuncisos"

18.08.08 | ssacramento

Um dos maiores obstáculos do cristianismo nos seus primórdios foi o da obrigatoriedade da circuncisão para cristãos vindos do paganismo. A circuncisão estava ligada à fecundidade, sendo também praticada por outros povos, como rito de entrada na puberdade, tendo-se tornado o sinal de aliança que o povo acolhe pela fé e de que sempre se deve lembrar, para ter a vida que lhe vem de Deus (ver Gn 7,1-14, no relato da aliança de Deus com Abraão). Assim, a sua abolição na Igreja foi uma medida de grande coragem.

 

Sobre este assunto, Paulo fala na reunião apostólica de Jerusalém, relatada em Gl 2,1-10 (também aparece em Act 15,1-33) e que terá ocorrido após a sua vocação, cerca do ano 48 (os Actos dos Apóstolos situam-na depois da viagem missionária de Paulo e Barnabé). Após esta viagem missionária, o número de pagãos incircuncisos aceites na Igreja aumentou. Depois do regresso a Antioquia, os cristãos de tendência farisaica, vindos de Jerusalém, deslocaram-se para lá, para pôr fim à prática, agora seguida também nas comunidades fundadas por Paulo e Barnabé (Act 15,1). E foi devido à controvérsia que isso gerou, que os cristãos da Antioquia decidiram levar o problema a Jerusalém. Paulo chama a esta decisão uma revelação, talvez por ter sido tomada numa assembleia reunida em oração, semelhante à que dera origem à 1ª viagem missionária (Act 13).

 

Este encontro decorreu em 2 tempos:

  • primeiro, estiveram presentes na assembleia antioquenos e também cristãos que defendiam a circuncisão. Paulo chama-lhes falsos irmãos, talvez porque, na prática, não aceitavam na família cristã quem rejeitasse a sua exigência.
  • depois, houve uma segunda reunião, apenas com os delegados de Antioquia, que eram considerados as colunas, assim chamados devido à sua condição apostólica, semelhante à de Paulo e Barnabé, e por estarem à frente da comunidade mãe de Jerusalém: Tiago, Pedro e João. Com a autoridade deles chegou-se ao seguinte acordo: Paulo e Barnabé continuariam a anunciar o Evangelho aos gentios, enquantos os outros três aos circuncisos.

Não é uma divisão geográfica ou etnográfica, trata-se apenas da exigência da circuncisão ou não. Para este acordo terão contribuído variados factores: a prática seguida nas sinagogas da diáspora que já acolhiam pagãos incircuncisos (os tementes a Deus); a argumentação de Paulo relativa à evangelização dos gentios; a necessidade de salvaguardar a unidade entre todas as Igrejas.

 

Um exemplo para os cristãos de hoje, ainda tão divididos e, muitas vezes, por questões tão mesquinhas.

 

 

(OLIVEIRA, Anacleto - Um ano a caminhar com S. Paulo. Palheira: Gráfica de Coimbra,2008)

Pequenas coisas...

17.08.08 | ssacramento

 

Todos desejam fundar, para si e para os seus amigos, uma editora de livros e de jornais, uma escola, uma associação, uma empresa...

 

Enquanto só contares contigo, a esperança continuará a ser esperança, mas quando conformares os teus desejos com a graça de Deus, então eles realizar-se-ão, numa medida que jamais terias imaginado.

 

 

 

(VAN THUAN, F.X. Nguyen - O caminho da esperança. Testemunhar com alegria a pertença a Cristo. Prior Velho: Paulinas, 2007;Imagem disponível em http://www.buques.com.br/fotos/nifeia.jpg)

Pequenas coisas...

16.08.08 | ssacramento

Só o momento presente é importante.

Não te ponhas a recordar aquilo que  o teu próximo fez ontem para o criticares.

Não te detenhas a recordar aquilo que hoje te sucedeu, para chorar sobre isso, pois já faz parte do passado.

Não sejas pessimista em relação ao amanhã: isso ainda faz parte do futuro.

Confia o passado à misericórdia de Deus, o futuro à sua providência, e tudo ao seu amor.

 

 

(VAN THUAN, F.X. Nguyen - O caminho da esperança. Testemunhar com alegria a pertença a Cristo. Prior Velho: Paulinas, 2007; Imagem disponível em http://www.buques.com.br/fotos/dalia_1.jpg)

Pequenas coisas...

15.08.08 | ssacramento

Aprende a manter a disciplina pessoal, aprende a organizar a tua vida, aprende a discernir o valor de cada acção. São estas as condições que te ajudarão a ser alguém responsável, capaz de restaurar a confiança, com orgulho e heroísmo, quando todos os outros se mostram apreensivos e tomados de pânico.

 

Não desbarates um único momento, não pronuncies uma única palavra supérflua, não desperdices uma só oportunidade. Agindo assim, melhorarás a tua forma de julgar, tornar-te-ás mais decidido e, portanto, serás mais respeitado e admirado pelos outros.

 

 

(VAN THUAN, F.X. Nguyen - O caminho da esperança. Testemunhar com alegria a pertença a Cristo. Prior Velho: Paulinas, 2007)

Pequenas coisas...

14.08.08 | ssacramento

Por que estás infeliz? Devias andar sempre alegre. O caminho da esperança não admite peregrinos tristes. O caminho da esperança só te pode dar alegria.

 

Se trabalhas para Deus, como podes sentir-te desanimado? Quanto mais difíceis forem as coisas, mais feliz deves estar, precisamente como Paulo: "Estou cheio de consolação e transbordo de alegria, no meio de todas as nossas tribulações" (2Cor 7,4).

 

 

(VAN THUAN, F.X. Nguyen - O caminho da esperança. Testemunhar com alegria a pertença a Cristo. Prior Velho: Paulinas, 2007)

Pequenas coisas...

13.08.08 | ssacramento

Quando olhares para uma árvore centenária, não te esqueças que ela nasceu, há cem anos, de uma pequena semente. Porventura alguém poderá chegar ao cimo do Himalaia sem ter de escalar as suas encostas? Ou chegar à Lua com o simples desejo? Não. Antes de se atingir a meta têm de se ultrapassar provas e perigos, sendo necessário um treino diligente, dia após dia.

 

A tua vida quotidiana pode ser um "rosário" cujas contas, aquelas humildes acções que são expressão do teu dever quotidiano ordinário, se mantêm unidas por uma corrente de fé e de amor.

 

(VAN THUAN, F.X. Nguyen - O caminho da esperança. Testemunhar com alegria a pertença a Cristo. Prior Velho: Paulinas, 2007)

Pequenas coisas...

12.08.08 | ssacramento

"Senhor, Tu queres que chova? Também eu o desejo. Queres que esteja sol? Também eu o quero. Queres que as coisas corram bem? É essa também a minha vontade. Queres que venham as adversidades? Então que elas venham."

 

Aderir plenamente à vontade de Deus: eis o segredo da felicidade.

 

 

(VAN THUAN, F.X. Nguyen - O caminho da esperança. Testemunhar com alegria a pertença a Cristo. Prior Velho: Paulinas, 2007)