Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Viagem pela história da Paróquia

 

Foi com ânimo e curiosidade que um punhado de gente se juntou frente aos portões do Palácio de Cristal, na expectativa de ficarem a conhecer mais sobre a história da nossa Paróquia.

 

Depois de um caloroso acolhimento por parte dos organizadores desta iniciativa, partimos em direcção à Capela Carlos Alberto no interior dos jardins do Palácio Cristal, primeiro ponto do nosso roteiro, uma proposta de Germano Silva, conhecido jornalista e ilustre habitante desta nossa Invicta.

Passamos novamente pelos portões do Palácio Cristal, para que, no outro lado da rua, pudéssemos admirar a Capela da Boa Nova e aprender que, de um padrão erguido em louvor do Senhor Jesus de Bouças (antiga Matosinhos) a mando de Pantaleão Gomes, a propósito de uma promessa feita numa hora de uma aflição nos mares na rota da Índia, a população devota custeou a construção de uma capela - Capela do Senhor Jesus da Boa Nova, que foi erguida no mesmo lugar do padrão

Ao lado desta capela, não passa despercebida a imponente Torre da Marca e foi com deliciosa atenção que ouvimos falar da história de Pedro Sem e da forma como ousou desafiar Deus, dos seus descendentes e da agora Casa da Cultura Católica da Diocese do Porto.

Prosseguimos em direcção à Rua Entrequintas, para a Quinta da Macieirinha, nos Caminhos do Romântico. Passando pelo Museu Romântico, Solar do Vinho do Porto e Casa Tait, continuando a percorrer as ruelas e escadarias estreitas e contorcidas,  até chegar à Travessa do Rou.

Se não fosse a sugestão de Germano Silva teríamos passado por esta rua sem prestar atenção ao fantástico painel de azulejos de S. João no alto da fachada de uma casa degradada mas, com uma laranjeira bem carregada à porta!

 

Foi também muito interessante observar por todo o percurso a existência de imensas fontes municipais antigas que aproveitam os riachos e ribeiros que ali correm em direcção ao Douro.

 

Para além da Igreja de Massarelos, do Chafariz do Cais das Pedras, marco central de uma pequena praça no início da subida da rua da Restauração, e do antigo Mercado do Peixe, outrora centro da actividade local, outro dos pontos altos do nosso trajecto foram as “alminhas” da Rua da Fonte de Massarelos. Uma data de 1732...

Continuamos a subir por uma viela empedrada, paralela à R. D. Pedro V que nos permitiu ver duas casa dos moinhos construídas por cima da ribeira de Vilar  e, acabamos o nosso passeio no cimo da R. D. Pedro V, cansados e sem fôlego mas mais conhecedores de uma ínfima parte da nossa paróquia.

Sinceramente, não fomos defraudados nas nossas expectativas.

 

(Erica Porto, Manuel António Duarte, Luís Sancho e Laura Gonçalves)

 

 

Casa na Travessa do Rou

 

Bom Pastor

Apesar da sua brevidade, o Evangelho deste domingo assinala, de modo claro e definitivo, as relações fundamentais entre Jesus e qualquer membro da comunidade cristã, ou seja, entre Jesus e todo aquele que se diz seu discípulo. "As minhas ovelhas escutam a minha voz" - Se Jesus é, de facto, para nós, o Mestre por excelência, o Divino Mestre, como ser seu discípulo sem O escutar com toda a atenção, abertura de alma e inteira disponibilidade?

 

Cristão é aquele que procura compreender e viver toda a sua existência a partir da escuta sincera de Jesus Cristo e da Sua Mensagem. "As minhas ovelhas seguem-Me" - Jesus não anda em busca de admiradores mas de seguidores. Por isso, seu discípulo não é aquele que simplesmente escuta, conhece e admira a sua Mensagem, mas aquele que vê nela um Caminho que é preciso seguir dia a dia. Um caminho que nos chama e nos leva a um modo de pensar e de agir sempre inspirado no do Mestre.

 

Esta progressiva identificação e comunhão com Ele fará que muitas "ovelhas" se convertam também em "pastores", como hoje, de modo especial, pedimos que aconteça.

 

 

(Folha Pão e Vida, nº 552)

Abril "Com Vida"

No âmbito da Missão 2010, e ao  longo do corrente mês de Abril, diversas actividades irão decorrer na nossa Paróquia. "Festa da Luz", "Viagem pela História da Paróquia", "Adoração à Cruz de Taizé", "Painel sobre Vocações" e "Conversa Informal" são as interessantes propostas que nos são deixadas. Aceitemos estes convites.

Páscoa, Festa da Vida, Festa da Luz, Festa da Alegria

Cristo ressuscitou! Este é o Dia que o Senhor fez. Exultemos e cantemos. Aleluia!

 

Cristo Ressuscitado cria uma nova Humanidade. Com ele passamos da morte à Vida. No Baptismo fomos revestidos da túnica imaculada para a Festa que começamos a viver e se projecta na Festa Eterna.

 

A todos os Paroquianos do Santíssimo Sacramento, a todos os que edificam a Igreja nesta Comunidade, a todos os homens e mulheres de boa vontade, pedimos que aceitem ser testemunhas de Cristo Ressuscitado, à maneira de Maria Madalena. Anunciemos Jesus Cristo na família, no trabalho, nas alegrias e tristezas, na saúde e na doença. Sejamos "fermento na massa", "luz nas trevas", no mundo que nos é dado viver hoje.

 

Santas Festas Pascais. Aleleuia! Aleluia!

 

O Pároco,

 

Padre Jorge

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2007
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D