Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Deus, rico em misericórdia

14.03.10 | ssacramento

Para os fariseus e escribas, gente piedosa e culta do mundo judaico, o comportamento de Jesus era um escândalo insuportável: Ele não respeitava as "sagradas leis"; Ele misturava-se e comia com reconhecidos pecadores... Enfim, já não tinham dúvidas: Jesus andava a desorientar o povo e a estragar a religião...


Jesus responde-lhes e justifica-se com a surpreendente parábola que hoje escutamos e que é uma maravilhosa encenação do mistério de Deus e da sua Bondade absoluta e libertadora. Uma parábola que denuncia todo um tipo de religião que desfigura o verdadeiro rosto de Deus. Deus não é, como pensava o filho mais velho, uma Lei e um Juiz, uma fria máquina registadora das obrigações que cumprimos ou não e que paga com cabritos a nossa fidelidade.


Deus é absolutamente outro. Não tem coração de juiz, mas de Pai. Não criou o homem para ter súbditos às suas ordens, mas Filhos a quem amar e Se dar sem medida. Não quer submissão, mas comunhão. Por isso, fala de banquete, festa, vida, encontro, alegria... e não de leis ou de ordens, de direitos ou de deveres, de prémios ou de castigos. 

 

(Folha Pão e Vida nº 546;

Imagem disponível em http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/9/9c/Rembrandt_Harmensz._van_Rijn_125.jpg/467px-Rembrandt_Harmensz._van_Rijn_125.jpg)

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.