Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

Blogue da Paróquia do Santíssimo Sacramento

CELEBRAÇÕES DA MISSA DURANTE O ESTADO DE EMERGÊNCIA

11.11.20 | ssacramento

Image1.jpg

A imposição do recolher obrigatório, sobretudo nas tardes de sábado e domingo, tem evidentes consequências sobre as actividades eclesiais. Os encontros nas tardes de sábado e a missa vespertina, bem como a missa da tarde de domingo, tornam-se impraticáveis, dada a impossibilidade de participação dos fiéis. Nesta circunstância, criada pela necessidade de atenuar o número de contágios por Covid19, impõe-se uma postura de serenidade e de confiança em Deus. Viver por reacção, como se tivéssemos que encontrar substitutos para tudo o que, de momento, não podemos fazer, pode acabar por nos levar a fazer o que nunca quisemos e a ser comandados por vontades que não expressam a vontade de Deus.

Assim, quanto às actividades pastorais, cada grupo procurará realizá-las online e, sobretudo se o estado de emergência se prolongar, tentará aproveitar as manhãs de sábado e domingo para reprogramar encontros presenciais.

Quanto à celebração da Missa, recordo que continuam em vigor as indicações da Conferência Episcopal Portuguesa, ratificadas pelo Bispo do Porto, que convidam “os fiéis pertencentes a grupos de risco a não frequentar a Missa dominical; por razões imperiosas, poderão ir à Missa durante a semana, em que há menos fiéis.”. Fica pressuposta a dispensa do preceito dominical, para quem não puder celebrar o domingo com a participação na Eucaristia.

Assim, nos dois domingos visados no estado de emergência, na igreja paroquial do Santíssimo Sacramento, manteremos a missa de sábado de manhã às 9h e as missas de domingo de manhã às 9h, 10h30 e12h e na igreja de Vilar às 10h. Não haverá missa vespertina.

Na eventualidade de se prolongar o estado de emergência, ensaiaremos a transmissão da missa das 10h30 na rede social Facebook e ponderaremos a celebração de uma quarta missa na manhã de domingo. Nos meses últimos, algumas das celebrações têm estado no limite da capacidade da igreja que, em raras ocasiões, se esgotou. A missa das 9h e a das 10h em Vilar, costumam ter lugares livres e as das 12h será celebrada de modo a que todos possam regressar a casa sem incómodo.

Pedimos ao Senhor por todos vós, para que O sintais bem próximo nesta dificuldade. A longa experiência de sermos Igreja ensina-nos que os tempos de crise reforçam a fé, por isso, confiamos que, também agora, se Deus quiser, assim sucederá.

P. Joaquim Santos

2 comentários

Comentar post